Fadiga Laboral e Sintomatologia de Burnout em Trabalhadores da Zona Industrial de Vila Real

  • André Martins
  • Hernâni Veloso Neto ISLA-IPGT
Palavras-chave: Riscos psicossociais, fadiga laboral, burnout, sintomatologia

Resumo

Com base em dados recolhidos junto de uma amostra não representativa de 108
trabalhadores a desenvolver a sua atividade profissional em organizações da Zona Industrial de Vila
Real, procurou-se aferir qual a incidência de fadiga laboral e sintomatologia de burnout que
revelavam, bem como se a mesma variava consoante as suas características sociodemográficas. Os
dados foram obtidos com base no Questionário sobre Stresse e Exaustão Profissional estruturado
por Neto em 2016. Para efeitos de análise estatística, foram realizados procedimentos de descrição e
relação estatística, tendo por referência três hipóteses de investigação formuladas. Como principais
resultados destacam-se a incidência maioritária de fadiga laboral em níveis aceitáveis ou
moderados, apesar de pequenos segmentos de inquiridos manifestarem valores elevados, e uma
incidência baixa-moderada de sintomatologia de burnout, fruto de uma moderada exaustão e
realização pessoal e profissional e baixa despersonalização. As três hipóteses testadas apenas foram
confirmadas parcialmente, sendo de mencionar o potencial preditivo da fadiga laboral, em particular
relativamente à exaustão emocional.

Publicado
2022-03-15
Secção
Artigos