Avaliação do Risco de LMERT, Stresse e Fadiga Laboral em postos de trabalho administrativos

  • Catarina Rêgo ISLA
  • Manuel Freitas
  • Daniel Tomé
Palavras-chave: LMERT, stresse laboral, fadiga laboral, Método ROSA, EDV

Resumo

Este estudo pretende avaliar o risco de LMERT, de stresse e fadiga laborais num grupo de trabalhadores do setor de Recursos Humanos, que partilham o mesmo escritório e cuja atividade laboral consiste em serviço administrativo num posto com EDV. A metodologia utilizada basear-se-á na aplicação da Lista de Verificação para Postos de Trabalho com EDV (ACT, 2020), do Questionário sobre Fadiga Laboral e Sintomatologia Músculo-Esquelética (Neto, 2013), no qual se inclui a Escala de stresse no trabalho – versão reduzida (Paschoal & Tamayo, 2004), e do método ROSA (Sonne, Villalta & Andrews, 2012). Os resultados mostram que os principais problemas, que implicam uma intervenção rápida, incidem nas dimensões da fadiga física e mental, da fadiga percebida após a jornada de trabalho e da sintomatologia músculo-esquelética, nesta última, principalmente, ao nível dos ombros, punho/mão, zona lombar e pescoço, bem como das posturas inadequadas. O stresse laboral avaliado não apresenta resultados preocupantes, mas necessita de intervenção a médio prazo.

Publicado
2021-01-24
Secção
Artigos