Stresse e exaustão profissional em enfermeiros num serviço de internamento cirúrgico

Palavras-chave: Riscos Psicossociais, Stress, Exaustão profissional, Enfermeiros, Serviço cirúrgico

Resumo

Os riscos psicossociais assumem-se como um desafio para a área de saúde e segurança no trabalho, e quando se direciona para os profissionais de saúde, nomeadamente os enfermeiros, os fatores de risco tendem a ser prementes, pela carga de trabalho, rotatividade de horários, trabalho noturno, exposição constante ao sofrimento e morte, entre outros. Essas exposições podem ser geradoras de forte desgaste psicossocial e contribuir para o aumento das taxas de absentismo e de colocar em causa a prestação de cuidados de qualidade aos clientes. Assim, é importante caracterizar quais os fatores stressores e de esgotamento ligados ao trabalho dos enfermeiros num serviço de internamento cirúrgico e de que forma influenciam o seu dia-a-dia. Para isso, foi realizado um estudo que tem por base uma pesquisa descritiva, de natureza quantitativa e transversal. A recolha de dados foi realizada com recurso a um questionário sobre stress e exaustão profissional em atividades de enfermagem, aplicado em formato de autopreenchimento, anónimo e confidencial através do Google Forms. Verificou-se que a atividade de enfermagem é de facto muito exigente, devido ao ritmo de trabalho e às exigências emocionais que a própria profissão comporta, podendo afetar a condição psicossocial dos enfermeiros e a prestação de cuidados de saúde.

Publicado
2023-01-18
Secção
Artigos