Diagnóstico de fatores de risco psicossocial em trabalhadores de uma cantina de restauração coletiva numa indústria

  • Liane Mazzer
  • Hernâni Veloso Neto ISLA-IPGT
Palavras-chave: Riscos Psicossociais do Trabalho, Cantina Coletiva, Condições de trabalho, Enfermeiro do Trabalho

Resumo

O sector das cantinas coletivas é responsável por uma alta empregabilidade em Portugal e na Europa. A contenção de custos, devido à grande competitividade, incide diretamente nas condições de trabalho oferecidas e contribui para a produção de fatores de risco no ambiente laboral. Este estudo visa diagnosticar a exposição de trabalhadores de uma cantina numa indústria ao segundo risco de saúde, relacionado ao trabalho, mais reportado na Europa, o risco psicossocial. A abordagem metodológica inclui observações no terreno, entrevistas e aplicação do Questionário de Caracterização das Condições Psicossociais de Trabalho (Neto, 2013, 2020), que compreende questões de âmbito psicossocial, socioprofissional, fadiga laboral e sobre o sentimento de segurança face à pandemia de coronavírus-19 (COVID-19). Os resultados permitiram identificar um elevado risco de exposição às dimensões de insegurança laboral, influência no trabalho e exigências Cognitivas, além de moderada a intolerável exposição a fadiga laboral antes e após a jornada de trabalho, acrescidos, ainda, dos efeitos psicossociais resultantes do impacto causado pela pandemia da COVID-19.

Publicado
2022-03-15
Secção
Artigos