Risco de Lesões Músculo-Esqueléticas e Fadiga Laboral em Profissionais de Enfermagem de Internamento Cirúrgico

  • Manuel Magalhães ISLA
  • Manuel Freitas
  • Daniel Tomé
Palavras-chave: Enfermagem, Posicionar Pacientes, LMERT, Fadiga Laboral, Método REBA

Resumo

Este estudo avalia o risco de LMERT e de Fadiga Laboral, associado à atividade de Enfermagem num serviço de internamento cirúrgico. Para o efeito, foi selecionada uma amostra representativa da equipa de Enfermagem e aplicado um questionário sobre Fadiga Laboral e Sintomatologia Músculo-Esquelética (Neto, 2013), assim como o Método REBA (Hignett & MacAtamney, 2000), para avaliação das posturas associadas à Intervenção de Enfermagem de Posicionar Pacientes (Ordem dos Enfermeiros, 2016). Os resultados obtidos indicam que a intervenção de enfermagem em estudo, apresenta uma exposição moderada ao risco de LMERT. No entanto, duas das suas subtarefas (“Rodar Pacientes” e “Posicionar Pacientes”) apresentam um nível de exposição ao risco muito elevado. Relativamente à Fadiga Laboral, existe uma exposição ao risco de fadiga física superior ao verificado para a fadiga mental. Para a redução dos riscos profissionais avaliados foram propostas um conjunto de medidas, destacando-se um plano de formação e a implementação de um programa de ginástica laboral.

Publicado
2021-01-24
Secção
Artigos