Fadiga e lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho em atividades de cozinha de restaurante

  • Cristina Moreira
  • Hernâni Veloso Neto ISLA
Palavras-chave: Riscos profissionais, LMERT, Método REBA, Método RULA, Método ART

Resumo

Os trabalhadores da área da restauração, em concreto os cozinheiros, desenvolvem uma profissão que engloba muitos riscos, associados à humidade excessiva, à temperatura elevada e à ventilação inadequada do ambiente, para além dos outros riscos mais frequentes, como as quedas, os cortes e as lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT). O risco de LMERT pode representar mesmo o aspeto principal a interferir com a saúde do trabalhador devido aos movimentos repetitivos, à adoção de posturas incorretas e aos ritmos intensos. Nesse contexto, assume relevância o estudo de caso que desenvolveu em dois restaurantes. Para avaliação das posturas foram aplicados métodos de diagnóstico de risco de LMERT como o ART, REBA e RULA. Os resultados obtidos permitiram perceber que o risco de LMERT está presente neste tipo de atividades, apesar da incidência ser maioritariamente de nível moderada. A grande maioria dos funcionários estudados também demostrou um grau moderado/elevado de desgaste psicofisiológico e queixas de dores musculares. Face aos resultados, são sugeridas intervenções preventivas. 

Publicado
2021-01-24
Secção
Artigos