Condições psicossociais de trabalho em profissionais de saúde de uma Unidade de Cuidados Continuados

  • Sara Cunha ISLA
  • Hernâni Veloso Neto
Palavras-chave: riscos psicossociais, segurança e saúde ocupacional, profissionais de saúde, Cuidados Continuados

Resumo

Os riscos psicossociais relacionados com o trabalho são um dos grandes desafios para a
segurança e saúde no trabalho na atualidade. Os seus fatores de risco são apontados na literatura como
estando presentes nas atividades de saúde, e as suas consequências podem afetar tanto a saúde quanto a
qualidade da assistência prestada aos utentes. Logo, importa que se perceba qual o peso desses riscos na
saúde dos trabalhadores e de que forma se pode intervir nas situações de trabalho, com vista a uma
melhor saúde, segurança e bem-estar dos mesmos. Através de uma revisão da literatura e um estudo
empírico com enfermeiros e auxiliares de saúde de uma Unidade de Cuidados Continuados, procurou-se
perceber o tipo de condições psicossociais de trabalho a que se encontram expostos este tipo de
profissionais. A recolha de dados primários foi feita com recurso ao Questionário de Caracterização das
Condições Psicossociais de Trabalho (Neto, 2013), que também inclui escalas do COPSOQ, um dos
instrumentos internacionalmente reconhecidos na análise das dimensões psicossociais inerentes ao
contexto laboral. Verificou-se que ambas as atividades profissionais são muito exigentes. O ritmo de
trabalho e as exigências emocionais e/ou cognitivas foram evidenciados como os fatores de risco mais
problemáticos nesta amostra.

Publicado
2020-02-07
Secção
Artigos