Risco de lesões músculo-esqueléticas, distresse e fadiga laboral em trabalhadoras/es de uma loja de telecomunicações

  • Marcelo Feijó Aires
  • Hernâni Veloso Neto
Palavras-chave: LMERT, Método ROSA, Fadiga laboral, Distresse

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo avaliar o risco de lesões músculo-esqueléticas relacionadas com o trabalho (LMERT), de distresse e fadiga laboral associado às atividades e posturas adotadas por Assistentes de Loja numa Loja de Telecomunicações (Serviço de Apoio ao Cliente). Recorreu-se a diferentes instrumentos, procurando a triangulação e complementaridade metodológica, numa abordagem que engloba o recurso a um inquérito por questionário de registo de sintomatologia de LMERT e de exposição a distresse e fadiga laboral. Foram incluídos 14 trabalhadores da Loja de Telecomunicações. Este tipo de tarefa comporta riscos de LMERT, por isso foi utilizado um método de avaliação de posturas corporais denominado por ROSA. Verificou-se que alguns trabalhadores afirmaram ter sintomatologias de desconforto corporal, sendo mais evidente uma incidência nas zonas lombares, dorsais, pescoço e punho/mão. Já os níveis de fadiga e distresse não foram preocupantes, mas alguns dos elementos apresentaram algumas queixas, que se não forem atendidas podem agravar-se.

Publicado
2018-04-27
Secção
Artigos