Metodologia Simplificada de Avaliação de Risco Químico

  • Marisa Alago
  • Manuel Freitas
  • Hernâni Veloso Neto
Palavras-chave: risco químico, metodologias, simplificadas, avaliação quantitativa e qualitativa, gestão do risco

Resumo

O artigo foi elaborado com o intuito de dar a conhecer uma metodologia simplificada de avaliação do risco químico e evidenciar as mais-valias do recurso a este tipo de ferramentas no domínio da segurança e saúde ocupacional. Verifica-se que a utilização de metodologias simplificadas não substitui a avaliação quantitativa dos riscos, mas permite priorizar níveis de intervenção e ajudar na verificação da adequação dos equipamentos de proteção coletiva e de proteção individual implementados. Além disso, permite diminuir os custos referentes às avaliações quantitativas do risco e à morosidade desses procedimentos A avaliação quantitativa só se torna necessária se ainda subsistir risco e/ou se for necessário reforçar a validação das intervenções. Uma outra vantagem das metodologias simplificadas é que podem ser aplicadas a agentes químicos que não têm valor limite de exposição estabelecido, conhecendo-se, apenas, as suas caraterísticas físicas e químicas.

Publicado
2018-04-26
Secção
Artigos